<< Voltar pra Home

Internacional



Para reduzir desperdício de alimentos, menos é mais

7 de setembro de 2022
 - 
20:35
 - 
Bruno Marcon
Featured image for “Para reduzir desperdício de alimentos, menos é mais”

Em medida polêmica, supermercados britânicos eliminam data de validade em alimentos perecíveis

*Por Renato Muller

As redes britânicas de supermercados estão reduzindo o uso de expressões como “best by” e “sell by” das embalagens de produtos perecíveis, em um esforço para diminuir o desperdício de alimentos. A ideia por trás dessa medida é evitar expressões que os consumidores não entendem 100% e evitar que itens ainda próprios para o consumo sejam descartados.

Em janeiro, a rede de supermercados Morrisons removeu o termo “best by” (que poderíamos traduzir no Brasil como “melhor consumir antes de”) de 90% de seus itens de marca própria, embora os packs de produtos continuem contendo uma data “best before”, que indica a data em que o produto ainda tem máxima qualidade.

A argumentação da varejista é que o leite é seguro para ser consumido depois da data “best before” – para saber se o produto ainda pode ser consumido, basta cheirá-lo. O leite é o terceiro alimento mais desperdiçado no Reino Unido, depois das batatas e do pão.

Outra empresa que partiu para o “menos é mais” é a Marks & Spencer, que disse em julho que eliminaria datas de validade de 300 itens de legumes, frutas e verduras, tanto itens vendidos a granel quanto que venham embalados (como uvas). A validade será substituída por um código que os colaboradores da loja vão usar para saber quando tirar o produto das prateleiras.

A rival Waitrose, por sua vez, pretende iniciar em setembro a retirada das datas de validade de 500 itens perecíveis, confiando no bom senso dos consumidores para avaliar a qualidade dos alimentos. “Não estamos eliminando a data de validade para lucrar mais”, afirma Ben Thomas, gerente-sênior de sustentabilidade e ética da varejista. “O que queremos é fazer a coisa certa e reduzir o desperdício de itens que ainda estão bons para consumo”.

Mas pode ser que esse tipo de medida não funcione. Para Andrew Busby, fundador da consultoria Retail Reflections, diz que a eliminação de datas de validade pode gerar insegurança nos clientes e fazer com que eles acabem por optar por comprar em outro lugar ou que desperdicem ainda mais produtos em boa qualidade por puro desconhecimento. “Os consumidores precisam de mais informação, mas retirar a data de validade vai na direção oposta a isso”, completa.


Compartilhar:
Image

Últimas Notícias



Image

Paganini amplia portfólio com novas massas

Produzidas, conforme a autêntica tradição italiana, entre os lançamentos, o Nhoque de Batata é um dos grandes destaques A Casa…
Image

#AjudaSul: setor supermercadista segue contribuindo em prol do RS

Empresas de todo o País continuam apoiando o povo do sul; você empresário, participe também dessa grande ação, faça a…
Image

Neugebauer lança embalagem em apoio ao Instituto Floresta

Novidades trazem QRCode que leva para doações ao projeto, que vem promovendo diversas ações para reconstrução do Estado A Neugebauer,…
Image

CEO do Grupo Carrefour Brasil fala sobre as chuvas no Rio Grande do Sul

Stéphane Maquaire comentou sobre congelamento de preços em virtude da tragédia no RS e o processo de integração das novas…