Home SeçõesNegócios Multinacional anuncia recall de sorvete da Häagen-Danz

Multinacional anuncia recall de sorvete da Häagen-Danz

De Administrador SH
0 Comente

Estão na lista com suspeita de substância tóxica: chocolate belga, baunilha com macadâmia crocante, baunilha com calda de caramelo e Cookies Cream

Mais sabores de sorvetes e picolés Häagen-Dazs devem ser devolvidos pelos consumidores em novo recall aberto pela empresa General Mills. No processo de extração do aroma de baunilha, foi encontrada uma substância com potencial tóxico. Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), não é possível descartar a ‘genotoxicidade’ de uma substância utilizada, ou seja, a possibilidade de causar alterações no material genético.

Os lotes a serem devolvidos têm validade entre 16 de maio e 29 de junho. Veja a lista de sabores e produtos:

  • Pote de sorvete Häagen-Dazs belgian chocolate (sorvete de chocolate com pedaços de chocolate ) de 473 ml
  • Copinho de sorvete Häagen-Dazs macadamia nut brittle (sorvete sabor baunilha com macadâmia crocante) de 100 ml
  • Pote de sorvete Häagen-Dazs macadamia nut brittle (sorvete sabor baunilha com macadâmia crocante) de 473 ml
  • Picolé Häagen-Dazs Vanilla Caramel Almond (sorvete sabor baunilha com calda de caramelo salgado e cobertura de chocolate ao leite com amêndoas 70 g), que contém 80 ml
  • Picolé Häagen-Dazs Cookies & Cream (sorvete sabor baunilha com pedaços de biscoito 70 g), que contém 80 ml

Os consumidores que compraram sorvetes dos lotes que estão no recall devem entrar em contato com o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da empresa. As orientações de todos os órgãos são para que o produto não seja consumido.

A devolução do sorvete é feita de forma gratuita, por meio dos seguintes canais:

Telefone 0800-0310707, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h

Email sac.haagendazs@genmills.com

Em nota, a General Mills afirma que o recolhimento dos lotes é uma ação preventiva após rigorosa investigação que confirmou a presença de traços de 2CE (2-Cloroetanol) em alguns deles. “Tendo em vista que os potenciais riscos à saúde relacionados ao 2-cloroetanol ainda são inconclusivos, a empresa decidiu recolher voluntariamente tais produtos do mercado”, diz o texto.

A companhia informa ainda que a marca não utiliza 2CE em nenhum processo de fabricação e testa seus produtos regularmente de acordo com legislações de cada mercado. “Neste caso específico, traços de 2CE foram encontrados a partir de um ingrediente específico e as devidas ações para que o incidente não ocorra novamente já foram tomadas”, afirma a nota.

A Anvisa acompanha a ação. Nesta quarta (17), a agência publicou a resolução RE 2.676/2022 no Diário Oficial da União, com o objetivo de informar o recolhimento, divulgar o tema e proibir importação, distribuição, comercialização e uso dos produtos.

Segundo o órgão, a medida é resultado de investigação e testes feitos pela General Mills em julho, após identificar a presença de 2-CE nos lotes do sorvete de baunilha (clique aqui para saber mais informações e o que fazer neste caso).

A Anvisa diz que a contaminação teve origem na reutilização do solvente usado na fabricação do aroma, não havendo relação com o uso de óxido de etileno (ETO) na cadeia produtiva do aroma

ENTENDA O QUE É O 2-CLOROETANOL

Segundo a agência de vigilância, o 2-cloroetanol (2-CE) é uma substância que tem sido identificada recentemente em diversos produtos alimentícios. O produto é comumente associado à utilização de óxido de etileno (ETO) na produção da matéria-prima.

Mas há casos em que o 2-CE pode derivar de outras fontes, como ocorreu com a General Mills. A origem da substância seria a reutilização do solvente à base de álcool e água no processo de extração do aroma de baunilha.

A Anvisa diz ainda que, pelas informações científicas disponíveis, não há evidências até o momento que o 2-CE cause câncer e alterações que possam provocar danos às células humanas, mas os impactos à saúde ainda são desconhecidos. Com isso, não é possível descartar a genotoxicidade, ou seja, a possibilidade de causar alterações no material genético.

“Não existem limites residuais toleráveis no âmbito da legislação vigente no Brasil para 2-cloroetanol em alimentos”, informa a agência em seu site.

Fonte: Cristiane Gercina, Folha SP

Leia Também

Super atualizada. Hiper Conectada

Publicação oficial da  Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS)

Sobre

SuperHiper é a publicação oficial do setor supermercadista, produzida pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) há 48 anos. É uma importante ferramenta utilizada pela entidade para compartilhar informações e conhecimento com todas as empresas do autosserviço nacional, prática totalmente alinhada à sua missão de representar e desenvolver os supermercados brasileiros.

Siga-nos

@2024 – SuperHiper. Todos os direitos reservados.