<< Voltar pra Home

ESG



Mercado plant-based aumenta devido a procura por uma alimentação saudável

25 de setembro de 2022
 - 
20:20
 - 
Redação SuperHiper
Featured image for “Mercado plant-based aumenta devido a procura por uma alimentação saudável”

60% dos brasileiros optam por consumir produtos naturais, impulsionando o aumento e variedade de produtos deste segmento

O mercado plant-based, termo até pouco tempo, estava ligado às dietas veganas e vegetarianas, vem sendo abastecido por novos produtos, a cada da, aumentando assim, seu mix de opções cada vez mais no varejo. Este segmento contempla agora, não somente um público específico, mas também os que buscam alimentos com mais sabor, sem proteína animal, com menos sódio e zero gorduras, visando uma vida mais equilibrada, os flexitarianos.

Este mercado cresceu, em média, 70% no consumo, mostrando uma grande procura por este tipo de alimento nos supermercados. É um segmento que evolui a cada dia, com o surgimento de opções saudáveis, saborosas e com rótulos limpos – fatores que agregam valor e são apreciados por este público.

De acordo com uma pesquisa realizada a pedido da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) feita pelo Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec) — o antigo Ibope – revelou que 46% dos brasileiros de todas as regiões brasileiras deixam de comer qualquer tipo de carne por vontade própria, pelo menos uma vez por semana.

Essa mudança de comportamento do brasileiro mostra que existe uma ótima oportunidade dentro desse nicho de consumidores para as marcas de alimentação vegana com bons produtos e variedade nos seus cardápios e portfólios.

A pesquisa “O Consumidor Brasileiro e o Mercado Plant Based”, realizada pelo The Good Food Institute (GFI), destacou entre os entrevistados as características nutricionais para a compra desse tipo de produto. Aroma, sabor e textura igual ou melhor que a proteína animal liderou esse pódio, com 62% das respostas. Logo em seguida, em um empate técnico, com 60%, veio a vontade de consumir um produto o mais natural possível. Para 59% das pessoas, o fator mais importante é o valor nutricional igual ou melhor à proteína de origem animal a qual o produto substituirá.

O país, que produz anualmente 250 milhões de toneladas de grãos, tem transformado uma parte em “carnes feitas à base de plantas”, convertendo o grão em produto final a uma alta eficiência. Hoje, algumas das empresas mais atuantes no mercado global de carnes vegetais estão justamente aqui. Não é à toa que o Brasil é o 4º maior mercado de alimentos e bebidas saudáveis do mundo.

Fonte: GFI, SVB e Ipec.


Compartilhar:
Image

Últimas Notícias



Image

Rede Dia estuda saída do Brasil devido a impacto negativo de suas contas

“Estamos avaliando diferentes opções estratégicas; não há nenhuma decisão tomada até o momento, mas será decidida ao longo do ano”,…
Image

Grupo Bahamas anuncia construção da sua segunda loja em Ituiutaba (MG)

“Estamos muito felizes em expandir nossa presença nessa cidade que tem um grande potencial de crescimento e que nos acolheu…
Image

SP: Sonda reinaugura loja no Boavista Shopping

Novo conceito empregado no estabelecimento proporciona maior experiência de compra, tornando-a mais confortável e agradável Seguindo com seu plano de…
Image

Páscoa: Lacta reforça portfólio para presentear com caixa de variedades comemorativa

Favoritos, Sonho de Valsa e Ouro Branco ganham edições especiais, com frases que expressam sentimentos Presentear é um dos atos…