Home SeçõesABRAS AbrasMercado registra queda de 0,31% no bimestre e tem valor médio de R$ 752,04

AbrasMercado registra queda de 0,31% no bimestre e tem valor médio de R$ 752,04

De Administrador SH
0 Comente

Quaresma: ovos acumulam alta de 2,55% no ano enquanto movimento atípico eleva preços dos lácteos e derivados

A AbrasMercado – cesta de 35 produtos de largo consumo composta de alimentos, bebidas, produtos de limpeza e itens de higiene e beleza – registrou queda de -0,39% em fevereiro. Com essa variação, o preço na média nacional passou de R$ 754,98 em janeiro para R$ 752,04 em fevereiro. No acumulado do ano, a cesta nacional tem recuo de -0,31%.

As principais quedas nos preços vieram da cesta de hortifruti puxada por cebola (-11,82%), batata (-11,57%), tomate (-9,81). No bimestre, os recuos são mais expressivos para cebola (-31,82%) e tomate (-6,30%).

Do lado das altas estão os lácteos – que historicamente registram queda de preços no início do ano devido ao aumento sazonal da produção decorrente da melhoria das pastagens com as chuvas da primavera e verão – apresentaram limitação da oferta por conta do clima adverso. Os itens mais pressionados foram leite longa vida (+4,31%) e queijos prato e muçarela (+ 1,75%), no acumulado do bimestre.

Dentre as proteínas que compõem a cesta Abrasmercado, as quedas mais expressivas foram cortes traseiro (-1,14%) e dianteiro (–3,33%), além do frango congelado (-1,71%).

Quaresma aquece preços

Na contramão do recuo de preços, a chegada da Quaresma aumenta o consumo de ovos. Nos últimos meses, o elevado custo de produção levou avicultores a intensificaram os descartes de galinhas poedeiras, o que vem resultando na queda de oferta e aumento de preço. Somente no primeiro bimestre, os ovos registram alta de + 2,55%. Em 12 meses, a alta é de +8,82%.

Na categoria de limpeza as altas acumuladas foram puxadas por sabão em pó (+2,55%), desinfetante (+1,68%), detergente líquido para louças (+1,22%), água sanitária (+1,14%). Dentre os produtos de higiene e beleza sabonete (+1,53%), creme dental (+1,20%), papel higiênico (+0,55%), Xampu (+0,50%) registraram maior variação de preços.

Cesta básica varia + 0,59%

No recorte da cesta básica com 12 alimentos houve variação de +0,59% em fevereiro ante janeiro e o preço médio ficou em R$ 320,22. No bimestre, as principais altas vêm do feijão (+6,99%), farinha de mandioca (+5,96%), arroz (+5,10%), leite longa vida (+4,31%).

As quedas foram registradas em carne bovina – corte dianteiro (-3,33%), óleo de soja (-2,70%), café torrado e moído (-0,75%).

Cestas Regionais: Sul tem a cesta mais cara do país

Na análise regional do desempenho das cestas, a única alta em fevereiro foi registrada na região Sul (+0,76%). Centro-Oeste (-0,81%), Nordeste (-0,53%), Sudeste (-0,47%), Norte (-0,07%) apresentaram recuo nos preços.

Leia Também

Super atualizada. Hiper Conectada

Publicação oficial da  Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS)

Sobre

SuperHiper é a publicação oficial do setor supermercadista, produzida pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) há 48 anos. É uma importante ferramenta utilizada pela entidade para compartilhar informações e conhecimento com todas as empresas do autosserviço nacional, prática totalmente alinhada à sua missão de representar e desenvolver os supermercados brasileiros.

Siga-nos

@2024 – SuperHiper. Todos os direitos reservados.