<< Voltar pra Home

Internacional



Preocupados, consumidores valorizam compra online de alimentos

14 de junho de 2022
 - 
22:35
 - 
Redação SuperHiper
Featured image for “Preocupados, consumidores valorizam compra online de alimentos”

Estudo mostra que internet é vista como forma de economizar nas compras, mas qualidade na escolha dos produtos estimula ida aos pontos de venda

Um estudo divulgado pelo FMI – The Food Industry Association mostra que o aumento da inflação tem feito com que os consumidores estejam mais preocupados com a possibilidade de ficarem sem os produtos que buscam. Segundo o levantamento, 85% dos entrevistados estão temerosos com o acesso aos alimentos, 53% sentiram aumento de preços em seus produtos preferidos e 45% não têm encontrado os produtos desejados. Além disso, 26% se disseram preocupados com a possibilidade de não terem dinheiro suficiente para pagar por suas compras.

No mercado americano, a renda média dos consumidores estava, em fevereiro de 2022, abaixo dos níveis de março de 2020, quando ajustada pela inflação do período. Com o aumento das despesas em diversas outras áreas, os consumidores podem estar sentido ainda mais os efeitos da contração de renda nos últimos dois anos.

Considerando que o aumento dos preços da energia e das commodities indica que o preço dos alimentos vai demorar para voltar aos padrões pré-pandemia, os consumidores têm sido resilientes e se adaptado aos novos tempos. Metade tem procurado mais promoções, 35% aumentaram a compra de itens de marca própria, 21% reduziram o volume de carnes e peixes e 14% passaram a comprar menos hortifrutis.

Outro caminho para economizar é o uso de alternativas omnichannel. O volume de compras de alimentos continua acima do pré-pandemia e 64% dos consumidores disseram ter feito compras online de supermercados nos últimos 30 dias e 15% sempre compram pela internet. Mais de um em cada 4 pessoas optam pela entrega no mesmo dia ou no dia seguinte, 27% preferem a entrega em prazos normais e 25% optam pela retirada nas lojas físicas.

Segundo o FMI, 40% dos consumidores (especialmente os mais novos e que moram em regiões urbanas) dizem que comprar online é melhor do que ir até uma loja física, no que se refere à descoberta de novos produtos. Por outro lado, 43% afirmam ter acesso a produtos de mais qualidade no ponto de venda físico. Não à toa, no varejo americano 70% das compras de alimentos acontecem pessoalmente.


Compartilhar:
Image

Últimas Notícias



Image

Rede Dia estuda saída do Brasil devido a impacto negativo de suas contas

“Estamos avaliando diferentes opções estratégicas; não há nenhuma decisão tomada até o momento, mas será decidida ao longo do ano”,…
Image

Grupo Bahamas anuncia construção da sua segunda loja em Ituiutaba (MG)

“Estamos muito felizes em expandir nossa presença nessa cidade que tem um grande potencial de crescimento e que nos acolheu…
Image

SP: Sonda reinaugura loja no Boavista Shopping

Novo conceito empregado no estabelecimento proporciona maior experiência de compra, tornando-a mais confortável e agradável Seguindo com seu plano de…
Image

Páscoa: Lacta reforça portfólio para presentear com caixa de variedades comemorativa

Favoritos, Sonho de Valsa e Ouro Branco ganham edições especiais, com frases que expressam sentimentos Presentear é um dos atos…