<< Voltar pra Home

ABRAS



Com mudança de conceito, a ABRAS passa a avaliar a eficiência operacional dos supermercados

29 de abril de 2022
 - 
16:41
 - 
Redação SuperHiper
Featured image for “Com mudança de conceito, a ABRAS passa a avaliar a eficiência operacional dos supermercados”

Entidade abre um novo foco sobre a antiga Prevenção de Perdas , uma das mais tradicionais pesquisas do varejo supermercadista

Depois de mais de duas décadas apurando as perdas no varejo supermercadista, a Associação Brasileiras de Supermercados (ABRAS), lançou um novo olhar sobre uma das mais tradicionais pesquisas realizadas pela entidade e que tanto ajuda o setor supermercadista brasileiro a se autoavaliar, a compreender em que momento se encontra e identificar as bem-vindas oportunidades de melhoria E essa nova perspectiva foi anunciada no segundo dia do Smart Market, que contou com a realização do Fórum de Eficiência Operacional, nova designação do antigo Fórum de Prevenção de Perdas. Aberto pelo vice-presidente Institucional e Administrativo da ABRAS, Marcio Milan, que deu as boas-vindas a todos, tanto os presenciais quanto aos que acompanhavam o evento on-line, coube ao vice-presidente de Ativos Setoriais da ABRAS, Rodrigo Segurado, anunciar uma nova visão e a nova abordagem à avaliação de perdas, realizada há mais de duas décadas, que agora passa a sinalizar o nível de eficiência operacional das empresas. Ele explicou que o setor chegou a um momento de inflexão e de ressignificado desse conceito. “Nós gostaríamos de comunicar ao mercado que partir desse momento não pretendemos mais tratar do tema perdas e desperdícios de alimentos, mas sim de Eficiência Operacional. O setor de supermercados é extremamente eficiente, se olharmos a cadeia de abastecimento, somos um dos elos mais eficientes, desde os insumos agrícolas até o varejo alimentar para ao consumidor e somos um dos setores mais eficientes da economia brasileira”, enfatizou Segurado.

Chamado ao palco pelo vice-presidente Marcio Milan, o presidente da ABRAS, João Galassi, parabenizou a mudança, o novo olhar, a nova forma de a entidade ressignificar a visão de como a pesquisa passa a avaliar esses dados importantes para o setor e que mostram o vigor das empresas supermercadistas.

O presidente aproveitou para anunciar que além das nove comunidades criadas pelo evento — comercial, financeiro, jurídico, tecnologia, operações, pessoas, marketing, expansão, obras e engenharia, CEOs —, foi criada também, no LinkedIn, a comunidade de eficiência operacional da empresa, que terá três embaixadores: Gernaldo Gomes, da Coop, Mônica Reimberg, do Sonda, e Éder Motin, do Condor. “Esse novo departamento, essa nova área vai traduzir com muita clareza o que nós pensamos. Esse é o novo departamento que a ABRAS está propondo, tendo essa área de eficiência operacional a empresa vai se beneficiar com esse novo modelo. E é preciso não confundir operações com operacional”, provocou o presidente Galassi.

Ele anunciou também que o Comitê de Eficiência Operacional, que substitui o Comitê de Perdas e Desperdícios da ABRAS, terá a partir de agora um diretor à frente desse comitê e não mais um coordenador. E o cargo passa a ser ocupado por Ederson Fernandes, do Grupo Giassi.

“É um novo olhar, um novo momento. Nós somos muito eficientes, e nós vamos comprovar isso, que nós podemos ir muito além. E esse profissional de eficiência operacional tenho certeza que vai contribuir muito com nosso desenvolvimento”, finalizou o presidente Galassi.

Na opinião do vice-presidente de Ativos Setoriais da ABRAS, Rodrigo Segurado, o setor precisa perseguir, a cada dia, mais eficiência, mas tratar disso de forma propositiva e positiva e não simplesmente diagnosticar aquilo que ou perdemos ou desperdiçamos.   

Ele explicou que ao longo do tempo a ABRAS mediu as perdas que registravam algo em torno de quase 2% do faturamento, e ponderou que a boa notícia é que o setor é 98,13% eficiente e que por isso, a partir de agora, a ABRAS está ressignificando o conceito para eficiência operacional. “Entenda-se eficiência operacional do negócio, da empresa, não apenas da área de operações. Eficiência operacional tem uma amplitude de conceitos maior do que simplesmente perdas e desperdícios.

Em seguida apresentou alguns números dentro do Mapa de Oportunidades de Ganho de Eficiência que compõe a nova abordagem da pesquisa e que oferecem algumas alavancas e oportunidades de ganho de eficiência, como quebra operacional, que registrou 57%, desvio operacional, com 28%, e erros administrativos, com 15%.

Após a apresentação da nova nomenclatura do Comitê e do Fórum, aconteceram vários painéis para debater e analisar os números relativos ao ano de 2021 de Eficiência Operacional ABRAS. Foram realizados cinco painéis do Fórum de Eficiência Operacional (Apresentação dos novos números; Comercial; Financeiro; Operações e Quebra Operacional) com a participação de profissionais de diversas redes supermercadistas de várias regiões do Brasil.

A próxima edição da Revista SuperHiper, do mês de maio, trará a cobertura completa do Fórum de Eficiência Operacional ABRAS, destacando todos os painéis e tudo que o foi debatido pelos convidados.  


Compartilhar:
Image

Últimas Notícias



Image

Rede Dia estuda saída do Brasil devido a impacto negativo de suas contas

“Estamos avaliando diferentes opções estratégicas; não há nenhuma decisão tomada até o momento, mas será decidida ao longo do ano”,…
Image

Grupo Bahamas anuncia construção da sua segunda loja em Ituiutaba (MG)

“Estamos muito felizes em expandir nossa presença nessa cidade que tem um grande potencial de crescimento e que nos acolheu…
Image

SP: Sonda reinaugura loja no Boavista Shopping

Novo conceito empregado no estabelecimento proporciona maior experiência de compra, tornando-a mais confortável e agradável Seguindo com seu plano de…
Image

Páscoa: Lacta reforça portfólio para presentear com caixa de variedades comemorativa

Favoritos, Sonho de Valsa e Ouro Branco ganham edições especiais, com frases que expressam sentimentos Presentear é um dos atos…