<< Voltar pra Home

Consumidor



Cerveja e petiscos devem puxar o consumo durante a Copa

27 de novembro de 2022
 - 
21:00
 - 
Redação SuperHiper
Featured image for “Cerveja e petiscos devem puxar o consumo durante a Copa”

A expectativa é de superar as vendas de 2018, devido ao calor

A Copa do Mundo 2022 deve alavancar o consumo de algumas categorias indulgentes dentro e fora do lar no Brasil. Dados de consultoria informam que o desempenho de vendas desses itens foi ótimo em 2018, quando a Copa foi realizada entre os meses de junho e julho. Agora, com a coincidência do evento quase no Verão, a expectativa é de que os brasileiros vão extrapolar sua paixão por cerveja! As projeções do Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (Sindicerv) apontam para um incremento de aproximadamente 8% no consumo de cerveja, em relação a 2021, atingindo um volume de vendas em mais de 15,4 bilhões de litros.

Na última Copa, essa categoria conquistou mais de 550 mil novos consumidores em relação aos mesmos meses de 2017, e o consumo fora do lar representou 64% dos gastos com a bebida em valor.

O consumo de cerveja fora de casa também cresceu em relação ao pré-pandemia. Ao somar este movimento de retomada de consumo fora de casa, mostra-se bem favorável o aumento do consumo fora e dentro de casa, e com isso, tem-se uma equação perfeita para o mercado de cervejas.

Alimentos indulgentes

O desafio de vendas para esta Copa, no entanto, está no preço. As categorias mais beneficiadas com o evento de 2018 tiveram aumento médio de preço na casa dos 7%. Apesar de os auxílios governamentais trazerem boas perspectivas para o consumo neste final de ano, marcas e varejistas terão desafios com um bolso mais apertado e preço médio crescendo 19%.

Mesmo assim, o mercado pretende melhorar os resultados obtidos em 2018, ano que a categoria de sorvetes conquistou mais de 1.1 milhões de novos consumidores durante a Copa do Mundo. Pães industrializados, batata congelada e hamburgueres também registraram 770 mil, 500 mil e 380 mil novos consumidores, respectivamente.

Já no final do ano (novembro e dezembro de 2018 em comparação com os mesmos meses de 2017), essas categorias seguiram com boa evolução: sorvete conquistou mais de 1.1 milhões de novos consumidores; pão industrializado +1,3 milhões, batata congelada +440 mil e hamburguer +830 mil. Houve, ainda, significativo avanço de proteínas alternativas e com bom custo benefício, como linguiça, com +600 mil, e empanados, com +440 mil novos consumidores, as quais, no momento econômico em que vivemos, podem ser boas apostas para consumo na Copa de 2022.

Fonte: Consumer Insights da Kantar


Compartilhar:
Image

Últimas Notícias



Image

Grupo Vanguarda realiza o Super Líder 2023 e apresenta metas para 2024

Cinco lojas foram premiadas e consideradas as melhores do ano, alcançando níveis de desempenho extraordinários, superando metas e rompendo barreiras…
Image

Ypê anuncia novo diretor digital e canais especiais

“Após atuar em multinacionais, hoje tenho orgulho de fazer parte de uma empresa 100% nacional”, declarou Alexandre Gyurkovits A Ypê,…
Image

Skyone recebe aporte de R$ 60 milhões

Investimento foi realizado pelo fundo de Venture Capital Bewater e será utilizado para expansão da scale-up A Skyone, líder no…
Image

Supermercados Avenida inaugura loja em Ibitinga (SP)

Com 4500 m² de área construída, o estabelecimento conta com estacionamento coberto, estrutura e equipamentos modernos O Supermercados Avenida inaugurou…