Home SeçõesNegócios Cenário econômico acelera a importância do comércio online

Cenário econômico acelera a importância do comércio online

De Administrador SH
0 Comente

Empresas que focam na digitalização e logística vendem mais, inclusive os atacarejos

Uma das tendências aceleradas pela pandemia, a compra online de produtos de supermercado se tornou parte indispensável da estratégia e do faturamento dos principais varejistas do país.

Segundo números da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), 44% dos supermercadistas vendem pelo WhatsApp, e 36% operam por ecommerce.

Não apenas os novos hábitos introduzidos com a crise sanitária, mas também os preços dos alimentos têm colaborado para que o consumidor, pressionado pela crise na hora da compra, procure tanto novos canais como novos centros de compra.

A inflação de alimentos e bebidas medida pelo IBGE nos últimos 12 meses registrou alta de 13,47% até abril, mas para alguns produtos da cesta básica a variação no preço ao consumidor pode chegar a quase 200%.

O DataFolha fez uma pesquisa onde avaliou as respostas dos consumidores em relação aos fornecedores de artigos de supermercado pela internet.

Pelo estudo, os vencedores no segmento atacadista são Assaí e Atacadão

No formato Supermercado: Americanas, Carrefour e Extra

“Já havia uma tendência de maior busca de entregas em domicílio. Mas por meio dos canais digitais há também o processo de comparação de preços, que é um ponto importante em um contexto de renda deprimida’’, explica Silvio Laban, professor de marketing do Insper.

Nesse cenário, as marcas mais lembradas na pesquisa Datafolha têm em comum o investimento na digitalização e em logística —com diversificação dos canais de venda e parcerias para realizar entregas mais rápidas.

ATACADISTA: ASSAÍ E ATACADÃO

ALÉM DE INVESTIR NO FÍSICO, ATACAREJO SE VOLTA À DIGITALIZAÇÃO

Em ascensão, o chamado atacarejo vem investindo não apenas em interfaces mais atraentes nas lojas físicas, mas também em melhorar a experiência para o cliente online.

Segundo a Abras, o atacarejo respondeu por 51% do faturamento e concentrou 41% de investimentos das supermercadistas em 2021. As duas maiores marcas do setor, Assaí e Atacadão, seguem, cada uma, sua estratégia para atender o cliente no digital —ambas dividiram o pódio na categoria atacadista online, com 8%, segundo pesquisa Datafolha.

No caso do Atacadão, o volume de vendas por canais online registrou aumento de quase oito vezes no primeiro trimestre deste ano na comparação com os últimos três meses de 2021. Um dos passos a contribuir para o resultado foi a aquisição, em 2020, de 51% da startup CotaBest, que oferece soluções para compra e venda na internet.

A operação permitiu o desenvolvimento de um marketplace, que, além de vender produtos das unidades do Atacadão, também lista mercadorias de mais de 300 vendedores parceiros, entre elas bebidas e itens de escritório. A marca também trabalha com entregas por meio de plataformas como o Rappi, a depender da unidade.

A parceria com aplicativos de entrega também foi a estratégia adotada pelo Assaí para atender pedidos online. Com o Cornershop, por exemplo, a cobertura de delivery da marca chega a 55 cidades e 17 estados do país. As vendas pelo canal cresceram 178% nos primeiros quatro meses de operação, iniciada em setembro do ano passado. A rede planeja expandir o serviço para outras empresas de delivery.

Com o incremento e a busca do consumidor por preços menores, as vendas líquidas do Assaí renderam R$ 11,4 bilhões nos primeiros três meses de 2022, aumento de 81% em relação a igual período de 2019.

SUPERMERCADO: AMERICANAS, CARREFOUR E EXTRA

NA CORRIDA POR VENDAS PELA INTERNET, MARCAS REFORÇAM LOGÍSTICA

Três empresas empataram na preferência dos brasileiros quando perguntados pelo Datafolha qual melhor supermercado da internet: Americanas (5%), Carrefour (4%) e Extra (4%).

No caso da Americanas, a pandemia fez com que a categoria se tornasse um dos destaques do seu ecommerce. Em agosto de 2021, a marca anunciou a aquisição por R$ 2,1 bilhões do Hortifrúti Natural da Terra para atender a demanda de alimentos frescos. Com a transação, tornou-se possível comprar pelo site da Americanas e receber em casa itens de 77 lojas do hortifrúti em quatro estados.

Além do Natural da Terra, a Americanas tem mais de 1.500 parceiros conectados ao seu marketplace, entre mercados de bairro e grupos nacionais.

Uma das iniciativas do Carrefour para acompanhar as mudanças de consumo foi a entrega de alimentos em até duas horas, implementada em outubro de 2021, com produtos comprados online saindo de gôndolas de lojas em vez de estoques exclusivos. “Qualquer ponto físico pode ser considerado um minicentro de distribuição”, diz Samuel James, diretor do departamento digital do Grupo Carrefour Brasil.

O Extra passou por uma divisão de suas operações que culminou em 2019, quando o Grupo Pão de Açúcar vendeu sua participação na Via, companhia dona de marcas como Casas Bahia e Ponto.

Desde então, o GPA comanda o ecommerce Clube Extra (clubeextra.com.br), que oferece entrega de produtos frescos e perecíveis em até duas horas ou retirada em apenas uma hora nas lojas físicas do Mini Extra e Mercado Extra.

ENTENDA A PESQUISA

Levantamento trata de serviços online e comportamento do brasileiro conectado

  • Datafolha

O levantamento que dá origem às matérias deste caderno especial foi feito pelo Datafolha e teve dois módulos, com duas pesquisas distintas, uma sobre as marcas favoritas dos brasileiros para serviços que envolvam a internet e outra sobre o seu comportamento online

  • Marcas

A pesquisa sobre as marcas reflete 1.500 entrevistas feitas entre 21 e 28 de março de 2022, com brasileiros de 16 anos ou mais, de todas as classes sociais e regiões do Brasil, que acessam a internet todos os dias. A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais, e sua confiabilidade é de 95% –isso significa que, se cem pesquisas iguais a esta fossem feitas, em 95 os resultados estariam dentro da margem de erro

  • Comportamento

A pesquisa sobre o comportamento online do brasileiro reflete 2.064 entrevistas feitas entre 16 e 24 de março com brasileiros de 16 anos ou mais, de todas as classes sociais e regiões do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, considerando um nível de confiança também de 95%

Já a Via permaneceu à frente do Extra.com.br, marketplace de eletrônicos que também oferece itens de casa e alimentos perecíveis —o que permite recorrência de compras e aumento no ticket médio dos clientes.

Fonte: Ana Paula Pereira, Folha SP

Leia Também

Super atualizada. Hiper Conectada

Publicação oficial da  Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS)

Sobre

SuperHiper é a publicação oficial do setor supermercadista, produzida pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) há 48 anos. É uma importante ferramenta utilizada pela entidade para compartilhar informações e conhecimento com todas as empresas do autosserviço nacional, prática totalmente alinhada à sua missão de representar e desenvolver os supermercados brasileiros.

Siga-nos

@2024 – SuperHiper. Todos os direitos reservados.